Gestão de Conteúdo

5 ferramentas que facilitam MUITO a gestão de conteúdo digital

By Maio 21, 2018 No Comments

Com a demanda cada vez mais latente por material de qualidade disponibilizado online, organizações de todas as áreas de atuação e portes variados passaram a atualizar seus sites com frequência cada vez maior. Com isso, a gestão de conteúdo digital passou a ser requisito básico na rotina empresarial.

 

Periodicamente, posts para blog, webinars, podcasts, e-books, artigos e vídeos em geral passam a fazer parte dos ativos digitais das empresas. Gerenciar, armazenar e organizar todo esse material pode se tornar uma tarefa complicada, especialmente com alta rotatividade.

 

Pense, por exemplo, no número de notícias que a Folha de S.Paulo publica todos os dias. Ou então a quantidade de entrevistas e programas que a rádio Jovem Pan mantém arquivados desde a sua fundação. É muita coisa!

 

Os sistemas de gerenciamento de conteúdo, também chamados de CMS, surgiram para suprir essa necessidade. São aplicativos que dão acesso a uma plataforma de gerenciamento e publicação de conteúdo digital.

 

Imagine se todas as vezes que a sua equipe fosse inserir um novo post no blog fosse necessário mexer com códigos de programação. O processo certamente levaria muito mais tempo, além de criar uma verdadeira confusão para o usuário mais leigo.

 

Um bom CMS, segundo a Gartner, precisa disponibilizar funções que vão além da simples publicação de conteúdo. Deve também oferecer:

 

  • Funções de criação de conteúdo, como templates, workflow e mudança de gerência;
  • Repositórios que organizem e ofereçam metadados sobre o conteúdo;
  • Serviços de biblioteca, como check-in/check-out;
  • Segurança e controle de versões;
  • Funções de implantação que ofereçam conteúdo pré-configurado ou sob demanda;
  • Alto nível de interoperabilidade com tecnologias adjacentes, como CRM, gerenciamento de ativos digitais e análise web;
  • Adaptabilidade em tempo real com a interação do visitante;
  • Boa integração com e-commerce, mídias sociais e outros softwares.

 

Tendo esses pontos como base, preparamos uma lista com 5 ferramentas que facilitam – e muito – a gestão de conteúdo digital.

 

  1. WordPress

Uma das principais plataformas atuais voltadas para blogs e sites, o WordPress tem CMS baseado em PHP, é gratuito e oferece mais de 45 mil plugins, dependendo da necessidade de cada usuário.

 

O site oficial afirma que 30% de toda a web usa o aplicativo de gerenciamento, de blogs amadores até os maiores sites de notícias, como o da BBC, por exemplo.

 

Os principais recursos incluem: layouts responsivos e personalizáveis, manuseio fácil e intuitivo, acesso permitido a partir de qualquer dispositivo e otimização para SEO.

 

  1. Joomla

O Joomla é um gerenciador de conteúdo que oferece recursos bem parecidos com os do WordPress e, por isso, talvez seja um dos seus principais concorrentes. É open source, e também baseado em PHP.

 

A interface amigável permite que tanto o usuário leigo quanto os mais experientes consigam criar ou editar sites de maneira rápida e simples. O app trabalha com templates pré-definidos que podem ser adaptados de acordo com as preferências de cada um, contando com uma lista de funcionalidades extras.

 

Este gerenciador atende cerca de 7% do mercado de CMS do mundo. Um dos clientes é a famosa Universidade de Harvard.

 

  1. Assetify

Se você está em busca de uma plataforma moderna para o armazenamento dos seus ativos digitais, o Assetify é a opção perfeita. A solução, que é única no país e desenvolvida em Google Cloud Platform, adota técnicas de inteligência artificial e machine learning para fazer todo o gerenciamento de texto, imagem, áudio e vídeo.

 

O Assetify funciona 100% em nuvem e conta com o padrão Google de segurança. Além disso, tem processos altamente escaláveis e disponibiliza mais de 80 idiomas. Dentre as principais funcionalidades estão: transcrição de áudios, filmagens pesquisáveis e detectáveis através de metadados e a categorização inteligente de elementos variados, como rostos, logotipos e lugares.

 

Aqui você pode saber mais sobre como filtrar, categorizar e encontrar seus arquivos multimídia com a plataforma.

 

  1. Radiant

Baseado em Ruby, o Radiant é mais indicado para projetos menores. A plataforma conta com uma linguagem própria para a criação de templates e, assim como os outros, oferece plugins, extensões e layouts adicionais que melhoram a gestão de conteúdo digital nas empresas.

 

A interface é bastante simples e os desenvolvedores fazem questão de manter essa simplicidade em todos os sentidos. A página administrativa conta com apenas três componentes: páginas, snippets e layouts.

 

A estrutura é flexível e adota um mecanismo inteligente que armazena conteúdo em cache por no máximo 5 minutos, o que garante que o material esteja sempre atualizado e o nível de desempenho seja mais alto.

 

  1. Drupal

Um dos CMS mais bem avaliados do ramo, o Drupal é uma das opções mais utilizadas atualmente. Ele trabalha com níveis múltiplos de conteúdo, o que o torna altamente escalável e adaptável às necessidades específicas de cada usuário.

 

A versão atual, Drupal 8, levou cinco anos para ser desenvolvida e, ao que tudo indica, é o braço direito dos produtores de conteúdo. A maioria das funcionalidades necessárias já está incluída por padrão, como suporte multilíngue e tradução de interface.

 

A plataforma de gerenciamento de conteúdo também trabalha com diversos recursos de aprendizagem, incluindo materiais explicativos sobre tópicos que vão desde instalação e modelagem de dados, até landing pages e arquitetura da informação.

 

Vale dizer que a escolha do CMS ideal não deve considerar apenas as funcionalidades ou os custos de implementação e manutenção. É preciso levar em conta a própria expectativa da empresa com relação ao que o software entrega para uma boa gestão de conteúdo digital. A demanda de um site internacional de notícias como o The New York Times ou da Rede Globo, por exemplo, é bem maior do que a de um blogueiro regional ou rádio comunitária.

 

Portanto, antes de escolher o melhor CMS para o seu empreendimento, questione-se sobre a quantidade e os tipos de conteúdo gerados, a necessidade ou não de publicação e suporte em vários idiomas, o número de usuários que seu site recebe por mês e a necessidade de integração do software com outras ferramentas.

 

Existem muitas outras opções de sistemas de gerenciamento de conteúdo além das citadas neste post. O que vai ditar o rumo que você deve tomar é a real necessidade que sua empresa tem para gerir estes materiais.